VI CONFERÊNCIA MISSIONÁRIA do Ministério Por Amor Ao Mundo

VI CONFERÊNCIA MISSIONÁRIA do Ministério Por Amor Ao Mundo
DIAS 11, 12 E 13 DE AGOSTO DE 2017

____________________

ARTIGOS E NOTICIAS = FOTOS = BOLETIM MISSIONÁRIO
_____________________________________

É PRECISO TESTEMUNHAR AO ORIENTE MÉDIO


O Oriente Médio é um grande reduto do islamismo, a segunda maior religião do mundo com mais de um bilhão de seguidores. Ele ocupa uma área aproximada de 7 200 000 km², que se estende desde o leste do Mediterrâneo até ao Golfo Pérsico, com uma população de mais de 270 milhões de pessoas.
A combinação de fatores como baixa taxa de natalidade, emigração e, em alguns países, perseguição contribui para a redução de grupos cristãos no Oriente Médio. Países como Jordânia, Iraque e Irã possuem menos de 4% de suas populações compostas por cristãos. Na Síria, apenas 9% da população é cristã. No Egito, essa porcentagem é de 16%. O Líbano é o maior reduto de cristãos no Oriente Médio, em torno de 40%. Antes da criação do Estado de Israel, em 1948, havia uma população cristã de até 20%, mas hoje a porcentagem é de apenas 2% nos territórios palestinos e Israel. A própria cidade de Belém, antes majoritariamente cristã, hoje é de maioria muçulmana.
Os árabes são um povo cuja história se confunde com o início e expansão do islamismo. Hoje há mais de 400 milhões de árabes no mundo, a maioria vive em países localizados no Oriente Médio e Norte da África.

OS MUÇULMANOS
O termo “islamismo” vem da palavra árabe “islão”, que significa “submissão”; uma referência a sua obediência a Alá. É uma religião fundada por Maomé (570-634 d.C.) na Arábia Saudita. Hoje há mais de 1 bilhão de seguidores, a maioria na Janela 10/40.
A evangelização dos muçulmanos é um dos maiores desafios da igreja. O islamismo não é apenas uma religião, mas também um sistema político, social, econômico, educativo e judicial. A sociedade muçulmana exige estrita fidelidade por parte dos seus cidadãos. A opinião do indivíduo conta pouco; o que a comunidade pensa é muito mais importante. É por isso que o muçulmano não está habituado a tomar decisões pessoais, como aceitar o Evangelho de Cristo.

O QUE OS EVENTOS ATUAIS NOS MOSTRAM ?
Algo inimaginável ocorre nos países muçulmanos do Norte da África e Oriente Médio, desde o início da chamada Primavera Árabe. A revolta que começou na Tunísia, atingiu o Egito, Irã, Marrocos, Iêmen, Barein, Mauritânia, Líbia e outros. Ela estava engasgada na garganta da maioria de cada cidadão que vivia sob um governo ditatorial, corrupto e explorador. A mais longa de todas acontece na Síria, país considerado um dos berços do cristianismo,mas hoje majoritariamente muçulmano: 90% da população. Devemos estar preparados para levar as Boas Novas a esses que estão esquecidos e negligenciados pela igreja cristã no mundo.



É PRECISO TESTEMUNHAR À ÁSIA

ÁSIA
Ásia abriga mais da metade da população total do planeta. Lá vivem mais de 4 bilhões de pessoas. O continente também concentra o maior número de povos não alcançados do mundo. 
Os maiores pedidos por missionários que chegam à JMM vêm de convenções batistas da Ásia.
Os países da região sul (Paquistão, Índia, Sri Lanka, Nepal, Butão, Maldivas e Bangladesh) concentram mais pessoas não alcançadas pelo Evangelho do que qualquer outra região do mundo. A maioria dos 1,4 bilhão de habitantes do Sul da Ásia segue religiões politeístas, que creem em tudo, menos no verdadeiro Deus. 
Na Ásia habitam três grandes grupos étnicos - o caucasiano (raça branca), o mongol (raça amarela) 
e o negroide ou melanoide - os quais se dividem em numerosos subgrupos, resultantes de miscigenações e contatos ao longo da história.

OS DEZ MAIORES DESAFIOS DA ÁSIA:
1 
Mais de 81% dos quase 5 bilhões de pessoas não cristãs do mundo vivem nesse continente.
2
A China tem cerca de 320 milhões de pessoas que nunca ouviram nada sobre Jesus; e das 600 mil cidades e vilas da Índia, 500 mil não têm um missionário sequer. 
3
É neste continente que estão os três maiores blocos religiosos não cristãos: 
islamismo, hinduísmo e budismo. 
São em aproximadamente 1 bilhão de muçulmanos, 950 milhões de hindus e 900 milhões de budistas.
4
A Ásia tem 16.350 povos etnolinguísticos. Dos 6.648 menos alcançados da lista, 
5.150 são asiáticos. O desafio da tradução da Bíblia é muito grande, pois das mais de 2 mil línguas que precisam de tradução, no mundo, mais de 40% delas 
estão na Ásia.
5
Na Janela 35/45 ou Janela Túrquica, estão povos que se espalham desde a Bulgária até o oeste chinês, onde se encontram os povos muçulmanos uigers e huis, além dos povos árabes e iranianos. 
6
Desastres ecológicos: a região tem sido afetada por grandes terremotos, vulcões, secas, ciclones, tsunâmis e enchentes. Há uma grande necessidade por missionários para prestação de ajuda humanitária também. 
7
O tráfico tem sido uma forma ilícita de obtenção de recursos financeiros. O tráfico de drogas tem sido a forma mais violenta e conhecida, como a heroína no Afeganistão e no Triângulo de Ouro (Mianmar, Tailândia e Laos). Ainda mais aviltante é o tráfico humano para trabalho escravo e prostituição. 
8
Vírus HIV: pandemia está intensificando neste continente, principalmente na Índia, Tailândia e China, isto devido principalmente ao crescimento da indústria do sexo. 
9
O crescimento econômico dos tigres asiáticos tem sido fenomenal devido ao acesso à alta tecnologia, mãode-obra barata e investimentos estrangeiros que proporcionam produtos com preços altamente competitivos devido à alta 
produção para o mercado interno e exportação. Isso provoca uma grande desigualdade entre pobres e ricos. 
10
O fundamentalismo religioso muçulmano e hinduísta tem sido o grande desafio para os cristãos nacionais. Isso tem dificultado a entrada de missionários estrangeiros, bem como a mudança de statusreligioso e o acesso às classes mais altas da sociedade.Reflita sobre a seriedade desta realidade que está diante do mundo e do povo de Deus. Junte-se a nós e incline seus olhos para as imensas carências espirituais destes povos.
Necessitamos de audácia, criatividade e fé que o poder do Espírito Santo, que em nós habita, nos impulsione a prosseguir.
Faça parte do grupo dos que permanecem na brecha e oram para que a Palavra alcance toda criatura. Mobilizemos nossas igrejas!
Nossa sincero desejo é ver a igreja brasileira engajada no imenso desafio de evangelização dos povos não alcançados espalhados por todo planeta, ainda 
nesta geração. 
Pr. David Botelho
Missão horizontes

É PRECISO TESTEMUNHAR A ÀFRICA



A libertação das colônias africanas trouxeram como consequências ao continente guerras, fome, corrupção e desastres diversos. A África é um vasto continente, diversificado espiritualmente e dividido em 54 nações independentes. O continente tem predomínio muçulmano na faixa norte; e uma imensa mistura de crenças, tradições e religiões no sul. É uma multidão de religiões: 182 milhões de evangélicos; 428 milhões de muçulmanos; e ainda um enorme número dos que misturam práticas animistas e religiões folclóricas.
A religião é extremamente importante na África. Em muitos lugares, é mais importante para a identidade de uma pessoa do que sua nacionalidade ou etnia. Não há liberdade religiosa em grande parte da África e existem muitas restrições. A perseguição é intensa em países de maioria islâmica. Cristãos são perseguidos em vários países.
A igreja evangélica cresce em ritmo acelerado, apesar da perseguição. No entanto, os costumes não cristãos continuam a permear a igreja na África. Muitos cristãos não estão totalmente livres da influência de bruxaria e espíritos malignos. A maioria concilia, de forma errada, a  fé em cristo com o animismo – uma religião praticada por grupos tribais em todo o mundo. Os animistas acreditam que espíritos vivem em objetos comuns. Eles respeitam cada ser, desde outros seres humanos até animais, plantas, rios, o sol e a chuva.
Animistas acreditam que têm que agradar os bons e maus espíritos que vivem na natureza ao seu redor. Há cerca de duas mil tribos não alcançadas de animistas.
A realidade da áfrica nos mostra um continente sofrido, com números impressionantes. A taxa de alfabetização é baixa, há altos índices de pobreza e doenças potencialmente fatais. Cerca de 40% da população africana tem menos de 15 anos de idade.
Veja alguns números preocupantes:
1.       3,3 milhões de africanos estão em RISCO DE FOME.
2.       A cada 15 segundos, UMA CRIANÇA TORNA-SE ÓRFÃ DA AIDS
3.       HÁ 881 LÍNGUAS na África sem a bíblia.
4.       Na África Subsaariana, mais de 70% da população VIVEM EM FAVELAS
5.       A taxa de alfabetização na África é Menor que 60%.
6.       45% das crianças da África Central e Ocidental NÃO TÊM ACESSO À ESCOLA.
7.       Uma criança africana MORRE DE MALÁRIA A CADA 30 SEGUNDOS.
8.       1.800 dos 2.640 povos da África Subsaariana (433 milhões de pessoas) NÃO SÃO ALCANÇADOS PELO EVANGELHO.
9.       Na África, duas de cada cinco pessoas NÃO TÊM ÁGUA POTÁVEL.
10.   NÃO HÁ TRABALHO EVANGÉLICO entre 600 povos da África Subsaariana.

Motivos não faltam para pedirmos a Deus que encoraje sua igreja a assumir o compromisso de testemunhar do Evangelho aos africanos.
Dadaab, no Quênia, é o maior e mais antigo campo de refugiados em todo o mundo. Mais de 230.000 pessoas lutam pela vida lá. O acampamento está localizado a 80 quilômetros da fronteira com a Somália. Foi criado em 1991 e recebe cerca de 500 refugiados por dia. São pessoas que fogem dos conflitos na Somália. Com escassez de emprego e sem ter o que fazer, os refugiados vivem sem esperança. Eles precisam saber que há um Deus que se importa com suas vidas.
Levar a Palavra de Deus aos africanos torna-se um problema também devido à diversidade de etnias com seus mais variados dialetos. A Bíblia ainda está sendo traduzida para diversos dialetos e idiomas falados no continente africano. Só na Nigéria, mais de 500 línguas são faladas. É preciso investimento financeiro e de mão-de-obra para que a Palavra de Deus seja lida em todas as línguas.

É PRECISO TESTEMUNHAR A AMÉRICA

OBS: Esta pesquisa é em termos de Missões Mundiais.


As Américas (do Sul, do Norte e Central) são grandes continentes, com quase um bilhão de habitantes e 35 nações, além de diversos territórios e dependências europeias. Destas, 21 formam a chamada América Latina. Colonizado por países cristãos (Espanha, França, Holanda, Inglaterra e Portugal), o continente foi, por muito tempo, considerado cristão, ou pelo menos cristianizado. A evangelização foi centrada no trabalho em massa, sem conversão pessoal, e marcada pelo colonialismo que, na ânsia de enriquecer os empreendimentos europeus, quase contribuiu para a extinção de várias nações indígenas. Passados mais de 500 anos, constatamos que a afirmação está longe de ser verdade.
Um relatório das Nações Unidas revela que as cidades da América Latina continuam mantendo o nível mais alto de desigualdade do mundo. A constatação é parte do documento “Estado das Cidades
da América Latina e Caribe”, lançado em agosto de 2012, no Rio de Janeiro. A distância entre ricos e pobres continua aumentando. O país com a maior disparidade socioeconômicaé a Guatemala, seguida por Honduras e Colômbia.
É na América Latina, formada por descendentes das antigas civilizações dos astecas, maias e incas, onde estão as maiores desigualdades. Esses povos, no entanto, começam a abrir seus olhos para a maior riqueza: o amor de Deus. Esta parte do continente americano, majoritariamente católica durante 500 anos, experimentou uma explosão evangelística de proporções fantásticas.
Em 1900 havia somente 250 mil crentes, porém no final do século passado já havia mais de 60 milhões de evangélicos. Hoje em dia, somente o Brasil tem mais crentes do que em toda a Europa Ocidental e Leste Europeu juntos. Mesmo assim, há uma infinidade de povos sem Cristo na América Latina. No Peru, por exemplo, existem 17 grupos tribais não alcançados na selva. São pessoas que vivem sem Deus e sem esperança.
O sincretismo religioso, que aliou o catolicismo romano com elementos da religiosidade africana e pré-colombiana é patente. Em países como Brasil, Peru, Bolívia e Haiti as pessoas se dizem cristãs, mas praticam, ao mesmo tempo, rituais animistas. Os índios aimarás e quéchuas, na América do Sul, por exemplo, seguem adorando nas montanhas o sol e outros elementos da natureza. No Haiti, a prática do vodu tem mergulhado aquele país na mais profunda pobreza material e espiritual. Até mesmo países ditos protestantes, como Canadá e Estados Unidos, vêm experimentando uma busca
incessante por práticas religiosas supersticiosas. Outro grande desafio é o secularismo. No Canadá, em Cuba e no Uruguai as pessoas estão longe de Deus, que para elas não passa de um personagem fruto da superstição humana, no mesmo nível das fadas, dos gnomos ou entes do folclore local.
Coincidentemente, aumentaram os casos de depressão e suicídios nesses países. Os percentuais daqueles que se dizem não religiosos ou ateus têm crescido. Soma-se a isso o aumento expressivo de seguidores de religiões orientais como islamismo, hinduísmo e budismo, que têm encontrado nos corações vazios de habitantes de todas as Américas um campo fértil para plantar sementes de seus valores e crenças. Não podemos conviver com o percentual de apenas 14% do total da população das Américas que afirmam ter Jesus Cristo como seu único e suficiente Salvador. Se levarmos em conta a América Latina, esse número é ainda menor. Apenas a Guatemala tem um percentual grande de evangélicos (em torno de 40%), seguida de Honduras (30%) e do Brasil (com questionáveis 20%). Países como Argentina, Bolívia, Cuba, Equador e Venezuela têm menos de5% de evangélicos em sua população. No Canadá e nos Estados Unidos o número de evangélicos também não para de cair.

Fonte: Revista de Missões Mundiais da Convenção Batista Brasileira

É PRECISO TESTEMUNHAR ÀS NAÇÕES



Tema da Campanha de Missões Mundiais da Convenção Batista Brasileira 2013
Estaremos divulgando durante este ano informações desta Campanha.



É preciso testemunhar às nações
Por Willy Rangel


Você já parou para pensar quantas pessoas no mundo inteiro nunca ouviram falar sobre quem é Jesus? Apesar de isso soar inacreditável em tempos de globalização, mensagens instantâneas
e meios de comunicação moderníssimos, a realidade é que ainda hoje há milhões – talvez bilhões – de pessoas que precisam da graça do Pai. Para cumprir o ide de Jesus, Missões Mundiais está trabalhando firmemente para testemunhar às nações o Evangelho de Cristo. Pelo poder do Espírito, a JMM tem investido há mais de século cada vez mais em sua força missionária para chegar até os confins da Terra. A missão é enorme, e vários esforços estão sendo feitos para levar as Boas Novas de salvação a todos os cantos do planeta. Na Europa, na Ásia, na África e nas Américas, nossos mais de 700 missionários levam esperança a pessoas de diversas etnias e nos mais variados contextos, às vezes amigáveis e outras nem tanto.


AFINAL, o que SIGNIFICA “POVOS NÃO ALCANÇADOS”?

Povo é um conjunto de pessoas que falam a mesma língua, têm costumes e interesses semelhantes, história e tradições comuns. Portanto, um povo não alcançado é aquele que não dispõe de pessoas ou recursos suficientes para evangelizá-lo sem apoio missionário externo. Esses grupos não conhecem Jesus, o Filho de Deus, e desconhecem a necessidade da salvação. Muitos povos continuam inalcançados porque chegar até eles é realmente uma missão difícil, seja por barreiras culturais, linguísticas, econômicas e até geográficas. Por isso, invista suas orações e recursos para que Missões Mundiais continue testemunhando às nações o Evangelho de Cristo.

EVENTOS MISSIONÁRIOS ...

------------------------------------------------------

AGENDA MISSIONÁRIA

Veja abaixo atividades missionárias que podem interessar a você...

DIAS 11,12 e 13 de AGOSTO 2017

DIAS 11,12 e 13 de AGOSTO 2017
6ª CONFERÊNCIA MISSIONÁRIA do Ministério Por Amor Ao Mundo

6ª CONFERÊNCIA MISSIONÁRIA

PROGRAMAÇÃO:
DIA 11 de agosto:
Preletor: Pr. Denis Samuel (Igreja Congregacional)

DIA 12 de agosto:
Preletor: Pr. Jader Medeiros e Banda do Ministério Conexão ide (Igreja Batista de Amparo/PB)

DIA 13 de agosto:
Preletor: Miss. Joacil Ramalho (Missão Resgate)

HORA: 19:00 horas

LOCAL: Comunidade Evangélica do Ministério Por Amor Ao Mundo
Rua Leopoldo Pereira de Lima, nº 81 - Mangabeira VIII
João Pessoa - PB

CULTO DE MISSÕES do MPAOM

CULTO DE MISSÕES do MPAOM
PRÓXIMO CULTO DIA 09 de SETEMBRO de 2017

2º SÁBADO DE CADA MÊS

CULTO DE MISSÕES do Ministério Por Amor Ao Mundo

*Prestação de Contas Mês Anterior
*Louvores
*Intercessão Missionária
*Distribuição Gratuita da Revista "FALANDO DE MISSÕES"

*PARTICIPAÇÃO: Missionários do MPAOM e Convidados

HORA: 19:30 horas

Em nossa COMUNIDADE EVANGÉLICA do MPAOM
Rua Leopoldo Pereira de Lima, 81 - Mangabeira VIII
João Pessoa/PB



2º DOMINGO DE CADA MÊS - CULTO DE MISSÕES NA IGREJA BATISTA IND CRISTÃ BRASILEIRA - 18:00 Horas.

2º DOMINGO DE CADA MÊS -  CULTO DE MISSÕES NA IGREJA BATISTA IND CRISTÃ BRASILEIRA - 18:00 Horas.
PR. ELI LAURENTINO Pastor da Ig Bat Ind Cristã Brasileira

CULTO DE MISSÕES na Igreja Batista Independente Cristã BR


Igreja Batista Independente Cristã BR

Pr. Eli Laurentino

Culto de Missões:

2º Domingo de cada mês ás 18:00 horas

Rua José Emídio de Lucena, nº 16 B

Mangabeira

Próximo ao “Trauminha”

3º DOMINGO DE CADA MÊS - CULTO DE MISSÕES NA Assembléia de Deus (Ministério Jesus o Bom Pastor)

3º DOMINGO DE CADA MÊS - CULTO DE MISSÕES NA Assembléia de Deus (Ministério Jesus o Bom Pastor)
PR. LUÍS CARLOS SANTINO MORENO (Pastor Presidente do Ministério Jesus o Bom Pastor)

3º DOMINGO DE CADA MÊS - CULTO DE MISSÕES na Igreja Assembléia de Deus dos Ipês

3º DOMINGO DE CADA MÊS - 18:00 Horas

CULTO DE MISSÕES na IGREJA ASSEMBLÉIA DE DEUS (Ministério Jesus o Bom Pastor)
Pr. José Alves
Condomínio dos Ipês - João Pessoa/PB

Apoio : Ministério Por Amor Ao Mundo





3º DOMINGO DO MÊS CULTO DE MISSÕES na Igreja Batista Vidas para Cristo

3º DOMINGO DO MÊS CULTO DE MISSÕES na Igreja Batista Vidas para Cristo
IGREJA BATISTA VIDAS PARA CRISTO Culto de Missões ás 19:00 horas

3º DOMINGO do Mês - CULTO DE MISSÕES

Igreja Batista Vidas Para Cristo

(Pr. Jessé J. da Silva)

Culto de Missões: 19:00 horas.

Todo 3º domingo de cada mês

Apoio: Ministério Por Amor Ao Mundo

Av. Com. Alfredo Ferreira da Rocha, 2530

Mangabeira IV – Por Dentro

4º DOMINGO DE CADA MÊS - CULTO DE MISSÕES na IGREJA DO NAZARENO DA TORRE

4º DOMINGO DE CADA MÊS - CULTO DE MISSÕES na IGREJA DO NAZARENO DA TORRE
Pr. Mário Sérgio - Av. Manoel Deodato - Torre - João Pessoa PB

CULTO DE MISSÕES - Igreja do Nazareno da Torre

IGREJA do NAZARENO da TORRE

(Pr. Mário Sérgio)

Culto de Missões:

4º domingo

18:30 horas

Av. Manoel Deodato, 556

Torre – J. Pessoa

Apoio: Ministério Por Amor Ao Mundo


CONGRESSO BRASILEIRO DE MISSÕES

CONGRESSO BRASILEIRO DE MISSÕES
23 A 27 DE OUTUBRO 2017 MAIORES INFORMAÇÕES Clique na Imagem

PARCEIROS MISSIONÁRIOS:

**

Médicos Sem Fronteiras

Médicos Sem Fronteiras
MSF Médicos Sem Fronteiras

MISSÃO PORTAS ABERTAS

MISSÃO PORTAS ABERTAS
Servindo Cristãos Perseguidos

MEAP

MEAP
Missão Evangélica de Assistência aos Pescadores

WOLD HORIZONS

WOLD HORIZONS
O evangelho todo, para o ser todo, para todas as pessoas

MINISTÉRIO CONEXÃO IDE

MINISTÉRIO CONEXÃO IDE
Miss. Jader Medeiros & Chelly

PROJETO AOS CONFINS

PROJETO AOS CONFINS
Pr. Sidney Xaxá e Miss. Ivanise

MISSÃO RESGATE RADICAL

MISSÃO RESGATE RADICAL
Miss. Wesley e Priscilla